Arginina e Ornitina

Entenda como a combinação de Ornitina e Arginina pode ajudar na produção de GH

Arginina e ornitina são dois aminoácidos utilizados frequentemente por levantadores de peso na diminuição do excesso de gordura corporal, na regeneração das fibras e no crescimento muscular.

Neste artigo vamos conhecer um pouco mais sobre esses dois aminoácidos, além de suas indicações de uso.

Arginina

A arginina é considerado um aminoácido semi-essencial, pois pode ser sintetizada (produzida) pelo organismo em quantidade suficiente para suprir suas necessidades. Tem um papel muito importante no fortalecimento do sistema imunológico e na cicatrização.

Ornitina

A ornitina é um aminoácido utilizado como suplemento alimentar. Juntamente com a arginina é utilizada na queima de gordura localizada.  Fortalece o sistema imunológico, fornece energia e atua diretamente nas células hepáticas (fígado).


Consumida em grande quantidade, a ornitina pode estimular a liberação do hormônio do crescimento (GH), aumento o desempenho de atletas praticantes do fisiculturismo.

Arginina e Ornitina = GH

O hormônio do crescimento, produzido pela glândula pituitária, é liberado na corrente sanguínea todas as vezes que a pessoa treina. Quanto mais intenso for o treino, maior a circulação do GH no sangue. A suplementação com arginina e ornitina estimula mais ainda a liberação do GH promovendo um resultado bem maior no que se refere aos ganhos com hipertrofia e ganho de massa magra.

As duas primeiras horas após um treino intenso com cargas elevadas são cruciais, pois é quando o GH é produzido em maior quantidade. Nos homens, além do GH, a testosterona também é produzida e liberada em maior quantidade nesse período.

A suplementação com a arginina e ornitina durante esse período provocará um aumento da síntese das proteínas e, consequentemente, do aumento de volume muscular (hipertrofia).

O consumo desses dois aminoácidos trazem benefícios para a circulação sanguínea e para o coração, além de suas ações anti-inflamatórias, antibacterianas e na diminuição da dor.

Como tomar arginina e ornitina

A arginina e ornitina devem ser tomadas em duas doses, nas seguintes situações: como mencionado acima, imediatamente após um treino intenso com cargas pesadas. Outra dose deverá ser tomada antes de dormir, com o estômago vazio.

O ideal é fazer o acompanhamento dessa suplementação com um nutricionista, pois alguns recomendam que esses aminoácidos devam ser tomados nas situações descritas acima durante dois meses e, em seguida, deve-se fazer uma pausa na suplementação por mais dois meses antes de inicia-la novamente.

A quantidade de arginina e ornitina que você deve tomar está diretamente relacionada com o quanto você treina. Veja abaixo valores de referência indicados pelo nutricionista Michael Colgan:

Peso Quantidade de horas de treino na semana Dosagem de arginina e ornitina
De 77kg a 99kg 4-10 horas de treino por semana 9 gramas, divididos em 2 doses de 4,5 gramas
De 77kg a 99kg 11-17 horas de treino por semana 12 gramas, divididos em 2 doses de 6 gramas
De 77kg a 99kg 18-24 horas de treino por semana 15 gramas, divididos em 2 doses de 7,5 gramas

Efeitos Colaterais da Arginina e Ornitina

arginina e ornitina

Usadas por um período curto, a arginina e ornitina não causam efeitos colaterais. Porém, se administradas por um longo período podem não promover o crescimento muscular. Isso acontece porque nenhum suplemento trabalha sozinho e é preciso fazer essa suplementação combinada com uma dieta rica em proteínas, mineras e vitaminas que potencializam o metabolismo proteico que resulta na hipertrofia.

Esses suplementos são contra indicados para diabéticos, gestantes ou mulheres que estão amamentando. Não devem também ser tomadas por pessoas em tratamento contra a hipertensão e disfunção erétil.

Além disso, a arginina e ornitina são famosas por causarem surtos de herpes. Relatos de aumento de stress, crescimento excessivo, má formação óssea facial e edemas (inchaços) articulares. Devido ao estímulo constante na glândula pituitária, essa pode ter um mau funcionamento.

Outros efeitos colaterais relatados são: insônia, inquietação, irritação estomacal, desconforto gastrointestinal e diarreia.

Considerações finais

A suplementação é um potente aliado aos objetivos de treinos. Para atletas que praticam o fisiculturismo a arginina e ornitina são de extrema importância para o crescimento e aumento do volume muscular.

Porém, esses dois aminoácidos não podem ser consumidos por qualquer pessoa e, mesmo que esse não seja seu caso, é necessário o acompanhamento de um nutricionista para que a dosagem utilizada e a duração do ciclo da suplementação com a arginina e ornitina não venha a trazer malefícios para sua saúde.





Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (24 votes, average: 3,63 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *