Carboidrato

Muitos creem que o vilão das dietas é o carboidrato, mas como ele age no corpo e por que é tão importante na alimentação?

O carboidrato é um importante nutriente para o funcionamento do corpo humano. Formado por hidrogênio, carbono e oxigênio, é o responsável pelo fornecimento de energia por causa da liberação de glicose após a sua absorção.

Existindo em diversos alimentos, o carboidrato pode ser dividido em três categorias: Monossacarídeos, Polissacarídeos e Dissacarídeos. Cada uma delas se divide em outras subcategorias dentre elas a glicose, sacarose, lactose, amido etc.

Funções do carboidrato

Além de fornecer energia para exercer funções metabólicas, ainda existem outras funções importantíssimas desempenhadas pelo nutriente. Podemos citar algumas como:

Ajudante do cérebro

Como o cérebro não armazena glicose é preciso que ela seja levada pela corrente sanguínea diretamente ao órgão. Se a quantidade necessária não for levada pode haver leves intoxicações no organismo causando dor de cabeça, mau hálito, tremores etc.


Regulador do metabolismo e protetor muscular

Caso o carboidrato não seja ingerido regularmente e com uma boa freqüência, outros nutrientes serão usados para suprir as necessidades energéticas. É o caso das proteínas e gorduras. Se, por exemplo, as proteínas forem utilizadas indevidamente haverá um desequilíbrio porque elas são necessárias para a construção de tecidos como os musculares.

Sensação de saciedade e melhora do sistema digestivo

Com o carboidrato indigerível, como a sacarose, movimentos peristálticos são estimulados e a absorção da água é maior. Por esses fatores a eliminação do bolo fecal é auxiliada. Por serem absorvidos mais lentamente, também fazem com que taxa de glicemia aumente gradualmente causando a saciedade por mais tempo.

Carboidrato engorda?

carboidrato

Vale pensar que tudo em excesso faz mal e com o carboidrato não é diferente. Portanto, ele deve ser consumido de acordo com a sua dieta diária, mas também nunca deve ser deixado de lado, como muitos pensam.

Quando muito ingerido, o excesso de glicose é transformado em triacilglicerol pela insulina. O triacilglicerol é uma gordura que acaba por se armazenar no tecido adiposo causando a famosa “gordurinha”.

Por outro lado, como dito anteriormente, a baixa ingestão de carboidratos pode causar sintomas como dor de cabeça e mau hálito além de procurar proteínas e gorduras para o fornecimento de energia. A princípio esse último parece bom, mas não é.

Com o corpo substituindo os carboidratos por gorduras será causada a perda de massa magra. O resultado é de um ganho de flacidez e perda de músculos. É preciso chegar a um meio termo para conseguir o bem estar.

Dieta com carboidrato

Para estar sempre bem e no meio termo, é necessária uma dieta com boa distribuição de carboidratos. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o ser humano precisa de 55% a 75% de carboidratos para se manter saudável.

Isso seria de 1100 a 1500 kcal do nutriente numa dieta de 2000 kcal. O equivalente a entre 275 e 375 gramas de consumo diário. No entanto, ingerir carboidratos integrais é de suma importância para que tudo funcione bem. Falaremos melhor mais abaixo.

Alimentos que contém carboidrato

Muitos são os alimentos ricos em carboidrato. Podemos citar os pães, cereais (aveia, linhaça, arroz, milho etc) e massas como os principais. Frutas e mel são outros com boas taxas. Veja a quantidade do nutriente em alguns desses alimentos:

  • 100g de Torrada Integral = 62,6g
  • Duas fatias de pão integral = 50g
  • 100g de Pão francês = 57,3g
  • Um Copo de suco de laranja = 17,4g
  • 100g de arroz = 28g
  • Um caqui = 19g

É claro que tanto a dieta quanto o consumo desses alimentos deve ser monitorado por um nutricionista. Ele é o médico especialista e que irá saber as suas necessidades montando uma rotina ideal para o seu organismo.

Carboidrato de baixo índice glicêmico

Carboidratos integrais, complexos ou de baixo índice glicêmico, são aqueles que possuem mais fibras causando a sensação de saciedade por mais tempo. Eles também são essenciais por serem digeridos mais lentamente no estomago e liberar menos açúcar no organismo.

É esse tipo de carboidrato que auxilia o organismo a não ter o pico glicêmico, causador da “gordurinha” dita anteriormente. Por todos esses motivos, são ótimos para os diabéticos ou aqueles que querem emagrecer. Frutas como maçã e pêra e outros alimentos como cenoura crua, lentilha e aveia são alguns dos que têm baixo índice glicêmico (com valor menor ou igual a 55).





Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (29 votes, average: 3,97 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *