• Home
  • >
  • Engordar
  • >
  • Farinha de mandioca engorda se consumida em excesso!

Farinha de mandioca engorda se consumida em excesso!

Cheio de nutrientes e vitaminas, a farinha de mandioca é um ótimo alimento mas será que tem muitas calorias e engorda?

Sabemos que ter uma alimentação saudável é fundamental para reduzirmos peso e até mesmo mantermos o peso ideal ao longo da vida. Mas será que alguns alimentos emagrecem e outros engordam? Existem muitas dúvidas sobre diversos alimentos como, por exemplo, saber se a farinha de mandioca engorda ou não e se esta pode ser adicionada sem preocupação na dieta.

Neste artigo, vamos mostrar o que é este alimento tão difundido no Brasil e iremos analisar se a farinha de mandioca engorda realmente.

Será que a farinha de mandioca engorda?

É muito importante entendermos como o corpo funciona e o que acontece para que se ganhe ou se reduza peso. O metabolismo é o responsável por todas as atividades do organismo. Para que o metabolismo funcione corretamente, ele precisará de uma determinada quantidade de calorias que são obtidas através da alimentação.

Se uma pessoa come mais calorias do que seu metabolismo precisa, haverá uma sobra de calorias e o corpo irá transformar esta energia em gordura para utilizar em outro momento, criando um pequeno estoque.

Da mesma maneira, se uma pessoa come menos calorias do que seu metabolismo precisa, o corpo precisará queimar gordura para transformar em energia de maneira que possa utilizar na ausência do alimento.

Logo, perder ou ganhar peso dependerá deste total calórico diário. A farinha de mandioca engorda somente quando é consumida em excesso e quando faz parte de uma alimentação hipercalórica.

Quais os benefícios da farinha de mandioca?

Foto de farinha de mandioca em uma bandeja

A mandioca é um alimento de amplo cultivo em todo o país, estando inserida em vários meios sociais. A mandioca é originária da América do Sul sendo um alimento de grande importância nos países em desenvolvimento, principalmente por ser facilmente cultivada em pequenas áreas e com baixo nível de tecnologia.

O Brasil está entre os maiores produtores de mandioca do mundo, contribuindo com, aproximadamente, 15% da produção mundial. É possível fabricar diversos tipos de produtos a partir da mandioca, como é o caso da farinha de mandioca, sendo este um dos principais itens produzidos.

A farinha de mandioca faz parte da alimentação diária de muitos brasileiros, principalmente dos habitantes da região Norte e Nordeste, sendo uma importante fonte de carboidratos. O processamento da farinha de mandioca pode ser realizado de maneira mais artesanal, podendo também ser feito pela indústria em larga escala.

Existem diversos tipos de farinha de mandioca, entre elas a farinha seca que é obtida a partir da raiz da mandioca depois de triturada, prensada, peneirada e seca, e também a farinha mista que é feita através da mistura da massa de mandioca ralada com a massa de mandioca fermentada.

A farinha de mandioca é um alimento de alto valor energético, contendo em torno de 80% a 90% de carboidratos, sendo este o motivo pelo qual muitas pessoas acreditem que a farinha de mandioca engorda.

Ela também é rica em fibras, quando no seu estado integral, apresentando quantidades significativas de minerais como o cálcio, o fósforo, o ferro, o manganês, o sódio, o potássio e o zinco, além de conter consideráveis quantidades de carotenos e vitaminas C, A, além de vitaminas do complexo B, como as vitaminas B1 e B2.

Foto de farinha de mandioca 1kg

A mandioca em si tem baixo teor de proteínas, no entanto, as folhas da mandioca contêm um teor de, aproximadamente, 25% de proteínas, podendo ser utilizadas para realizar o enriquecimento da farinha de mandioca e, consequentemente, aumentar o seu potencial nutricional.

A farinha de mandioca é considerada um alimento funcional devido ao seu alto teor de fibras alimentares, influenciando positivamente na formação do bolo fecal, melhorando o trânsito intestinal, ajudando também no sistema digestivo, principalmente na digestão das proteínas e contribuindo para a absorção dos minerais.

Porém, se consumida da maneira errado ela pode sim ajudar no ganho de peso, pois a cada 100 gramas de farinha de mandioca existe um total aproximadamente 350 calorias, sendo assim considerado um alimento muito calórico.

Conclusão

A mandioca está entre os alimentos mais consumidos em todos os estados brasileiros, sendo muito importante como complemento de carboidratos, principalmente, para as classes sociais mais baixas. De todos os produtos feitos a partir da mandioca, a farinha de mandioca é a mais produzida.

Neste artigo, mostramos que a farinha de mandioca engorda somente quando é associada a alguma dieta hipercalórica, ou seja, em dietas com excesso no total de calorias diárias, mas que é um alimento rico em nutrientes e também tem custo baixo, podendo ser adicionado de maneira fácil à alimentação.









Gostou desse artigo? Dê seu voto!

(56 votos, média: 4,43 de 5)

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente!
Loading...