GH

GH é o hormônio do crescimento, que auxilia no ganho de massa muscular, e pode ser ingerido através de suplementos

Os hormônios são o principal mecanismo do corpo para realizar o controle do metabolismo corporal e de seus processos. Dentro deste grupo, o GH, provavelmente, é um dos mais estudados, principalmente em pesquisas que relacionem seus efeitos à prática de atividades físicas.

Veremos, neste artigo, o que é o GH, como é possível aumentar sua produção naturalmente e quais seus principais efeitos sobre o organismo.

O que é o GH?

O hormônio do crescimento, ou GH, é secretado pela hipófise e suas ações metabólicas afetam, praticamente, todos os tecidos do organismo, aumentando também o tamanho das células e do número de mitoses.

Apesar de existirem muitos estudos sobre o GH, os aspectos fisiológicos relacionados à sua síntese, à sua ação e seus efeitos no metabolismo ainda não foram totalmente esclarecidos.


Sabe-se que a secreção de GH é maior durante os períodos de crescimento humano, principalmente na infância e na adolescência. Com o passar dos anos, a intensidade e a frequência de liberação de GH reduzem, sendo bem menores durante a fase adulta.

Alguns estudos demonstraram que diversos fatores podem influenciar a síntese de GH pelo metabolismo, tais como os aspectos nutricionais, a qualidade e a quantidade de sono, a quantidade de gordura corporal, o estresse e a prática de atividade física.

A produção de GH também é influenciada por diversos neurotransmissores como a serotonina, a dopamina e a noradrenalina, e também por outros hormônios periféricos como a insulina.

Vamos apresentar, a seguir, alguns dos efeitos que o GH tem no metabolismo corporal:

GH ajuda no aumento da síntese proteica e desenvolvimento muscular

gh

O GH tem ação anabólica, ou seja, ele estimula o crescimento de tecidos, também promovendo um aumento do metabolismo dos nutrientes na circulação sanguínea.

O exercício físico, que é fundamental para o estímulo e desenvolvimento muscular, aumenta a produção de GH, potencializando sua síntese pelo organismo, variando em função da intensidade, da frequência e do volume do treino.

Além disso, estudos demonstraram que o GH também tem efeito anabólico, ou seja, promove o aumento da síntese proteica, da quantidade de massa muscular e do peso corporal, e promove o aumento da força, estimulando, assim, a hipertrofia;

Redução da gordura corporal e de utilização dos carboidratos

Com relação ao metabolismo dos carboidratos e das gorduras, o GH participa de maneira oposta à ação da insulina. Ele promove a redução da oxidação e da captação da glicose dentro da célula, aumentando, assim, a oxidação das gorduras no tecido adiposo.

Deve-se tomar cuidado, porém, com as altas doses de GH que podem provocar a redução rápida de glicose no sangue, causando um possível quadro de hiperglicemia, sendo um fator de risco para a saúde quando administrado separadamente.

O GH também está diretamente ligado aos efeitos promovidos pela atividade física, tais como o catabolismo protéico, a oxidação da glicose e também o aumento da utilização dos ácidos graxos presentes no tecido adiposo, principalmente na região abdominal, como fonte de energia pelo metabolismo.

Da mesma maneira, a redução da concentração de GH ou sua ausência total promove o efeito inverso, ou seja, o acúmulo de gordura corporal.

Neste mesmo estudo, verificou-se também o aumento do gasto energético em repouso do metabolismo, entre 10% e 25%, contribuindo, da mesma forma, para a redução da gordura e dos tecidos adiposos.

GH promove aumento da força

O GH atua no aumento do transporte de aminoácidos através das membranas celulares, melhorando consideravelmente a síntese proteica, e atua no aumento da oxidação das gorduras, transformando-as em energia.

Desta forma, o metabolismo fica mais ativo, promovendo o aumento da força e melhorando o desempenho durante a atividade física.

Conclusão

O GH pode ser considerado um hormônio de grande importância na regulação do metabolismo, principalmente com a prática de atividades físicas, promovendo efeitos anabólicos e contribuindo para o aumento da síntese proteica e para o desenvolvimento da massa muscular.

O aumento da síntese de GH pode ser realizada de maneira natural, sendo sua complementação recomendada somente com o acompanhamento de algum profissional da saúde, já que as altas doses de GH podem também causar riscos à saúde.

Continue conosco nos próximos artigos e deixe aqui seus comentários ou dúvidas. Até mais.





Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (2 votes, average: 4,50 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *