Maltodextrina ou Dextrose

Embora sejam parecidos, qual dos dois suplementos é melhor? Entenda a diferença de ambos e qual é a melhor para você

Sobre a maltodextrina ou dextrose existe uma aura mítica onde muitos falam muitas coisas, mas não se sabe qual é a verdadeira realidade. Isso acontece comumente, sendo uma dúvida principalmente para aqueles que estão iniciando. Hoje, o site Glicose tentará desmistificar o assunto para os nossos leitores.

Maltodextrina ou dextrose: carboidratos!

Para começar, a maltodextrina ou dextrose são carboidratos, por isso precisamos entender um pouco sobre esse nutriente. Ele pode ser simples ou composto. O carboidrato simples tem estrutura molecular menor e por isso é absorvido e digerido de forma rápida. O seu efeito faz com que a taxa de glicose sanguínea tenha um aumento repentino.

Por outro lado, o carboidrato complexo tem uma maior estrutura molecular sendo absorvido e digerido de forma mais lenta. O efeito da ingestão desse tipo de carboidrato faz com que a taxa de glicemia seja aumentada em menores termos e de maneira mais gradual em relação aos simples.

Outra diferença crucial é a velocidade que ambos os carboidratos tem para ir à corrente sanguínea. Maior é a liberação de insulina se a entrada no sangue for mais rápida. Alimentos com alto índice glicêmico (IG) afetam demais a resposta da insulina, diferentemente daqueles com baixo índice glicêmico.


O objetivo de suplementar com maltodextrina ou dextrose é para reposição de carboidratos em dois horários específicos: ao acordar e depois do treino. No primeiro caso porque o corpo entrou em estado catabólico devido ao muito tempo sem comida. No segundo porque os níveis de glicose e glicogênio ficam muito baixos, fazendo com que o organismo libere cortisol, um hormônio catabólico. O cortisol acaba transformando o tecido muscular em glicose, atrapalhando o ganho de músculos.

O que é a maltodextrina ou dextrose

maltodextrina ou dextrose

Já sabemos que maltodextrina e a dextrose são carboidratos, mas para terminar o assunto de complexos e simples, vamos nomeá-los: a dextrose é um carboidrato simples e a maltodextrina é um carboidrato complexo. Também é importante ter em mente que nenhuma das duas engorda, mas por serem bem calóricos, são fortemente indicados para manter o peso ou para ajudar a ganhar peso.

Você pode ler um pouco mais sobre isso em: maltodextrina engorda e dextrose engorda.

Por serem carboidratos, muitos pensam o contrário, mas a verdade é que – como todos os alimentos – a dextrose ou maltodextrina não devem ser ingeridas em excesso. Geralmente é usada uma média de 30 gramas por dia. Sabendo isso, podemos entender a fundo o que cada uma faz e quais são seus benefícios.

Dextrose

Também podendo ser chamada de glicose, a dextrose é uma das mais importantes fontes de energia corporal. Advinda do amido de milho, possui um índice glicêmico no valor de 110 e por esse motivo é usada quando se precisa de energia imediata. Por causar um pico de insulina, o transporte de glutamina, proteínas, aminoácidos e outros nutrientes são transportados em maior quantidade.

Esse é o carboidrato que pode ser usado tanto ao acordar quanto no pós-treino. Como dito, a dextrose faz com que o organismo não sinta a necessidade de usar a proteína do corpo para repor a energia não causando a degradação da fibra muscular. Ela também ajuda na concepção do glicogênio, a principal fonte de energia muscular (que pode chegar a até 50%!).

A dextrose também é muito utilizada em pacientes que estão internados e sendo alimentados através de uma sonda por conseguir elevar os níveis de energia e ser facilmente administrada. Por, como dito, facilitar o transporte de certos nutrientes, também é de extrema importância para alguns tipos de enfermidades.

Maltodextrina

Também advinda do amido de milho, a maltodextrina tem absorção mais lenta por ser um carboidrato complexo e libera a insulina mais lentamente na corrente sanguínea. Ela mantém os níveis de glicose na medida ideal por um grande período de tempo, sendo assim ideal para quem pratica esportes de resistência ou está entrando em fadiga.

A maltodextrina é amplamente usada por esportistas como jogadores de futebol, corredores profissionais e praticantes de musculação. Ela tem seu uso recomendado após o treino para evitar a degradação da fibra muscular em excesso e ajudar na reparação da mesma.

Mas, embora a o índice glicêmico da maltodextrina seja um pouco menor do que a dextrose, ambas são absorvidas rápidas pelo corpo, se comparado com o carboidratos de alimentos comuns do dia a dia. Mas lembre-se sempre que se você precisar de um carboidrato de rápida absorção, a dextrose é mais indicada; se precisar de um suplemento que dê mais energia por mais tempo, para a pratica de exercícios mais longos, a maltodextrina é a mais indicada.

Como sempre, vale ressaltar que deve-se consultar um especialista para saber o que, quando e como você deve ingerir a dextrose ou maltodextrina, principalmente se você pratica algum esporte ou atividade física para competir, em que cada suor seu é muito importante.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (13 votes, average: 4,77 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *