Mel Engorda

Embora o mel tenha muitos nutrientes e é muito saudável, não pode exagerar pois por conter muitas calorias pode engordar

Aos adeptos da alimentação natural, o mel é o alimento curinga, pois substitui com honras o açúcar refinado em tudo. Porém, como qualquer outro alimento que possui calorias, o mel engorda, se consumido em excesso.

Qualidades Nutricionais do Mel

O mel é uma substância aquosa, porém concentrada. Grandes quantidades de glicose e frutose são encontradas na composição desse alimento natural. Além disso, o mel é fonte de carboidrato, o único alimento doce que contém proteína, vitaminas do complexo B e vitamina C e sais minerais.

O mel, também, é considerado um antibacteriano e anti-inflamatório natural (promove aumento da resistência do nosso organismo), expectorante (vide a quantidade de xaropes e pastilhas para garganta feitas à base de mel), além de auxiliar no processo digestivo.

Tipos de Mel e Suas Indicações

Os benefícios do mel, como descrito acima, vão além dos encontrados na alimentação. Seus principais tipos são:


  1. Mel Silvestre de cor amarelo escuro. É um poderoso expectorante, fortificante e regulador intestinal. É o mais ingerido no Brasil.
  2. Mel de Flor de Laranjeira de cor amarelo claro. É um calmante natural e também auxilia nas funções intestinais.
  3. Mel de Eucalipto de cor marrom escuro. Indicado nos casos de inflamação das vias aéreas, como nas bronquites e sinusites.
  4. Mel Assa-Peixe. Poderoso calmante e expectorante.
  5. Mel Cipó-Uva. Atua diretamente no fígado.

Mel Engorda ou Emagrece?

mel engorda

Depende. O mel engorda porque é fonte de carboidrato e tem quase o mesmo valor calórico que o açúcar refinado (branco). Em uma porção de 100g, o mel tem 309kcal contra 387kcal do açucar. Os indivíduos portadores do diabetes ou que possui taxas de glicose altas não devem consumir o mel sem acompanhamento do endocrinologista.

Se consumido com moderação, ou seja, até duas colheres de sopa de mel diárias, não há o comprometimento da dieta e não poderemos afirmar que o mel engorda.

É preciso entender que a maioria das pessoas pensa que o mel engorda simplesmente porque é doce, porém sabemos que isso não é verdade.

O mel também pode emagrecer. Comparado ao açúcar (vide abaixo), o mel, por não passar pelo processo de refinação, não é rapidamente absorvido pelo corpo como acontece com o açúcar. Isso confere ao mel a característica de ser uma fonte constante de energia, pois demorando mais para ser absorvido, a glicemia (índice de glicose na corrente sanguínea) se mantém estável.

Por demorar mais para ser metabolizado pelo organismo, o indivíduo consome menos mel do que consumiria de açúcar, e isso, resulta na equação: menos açúcar ingerido, menos gordura armazenada no corpo, queima dos estoques de gordura, diminuição de peso.

Mel engorda menos que Açúcar

  1. Como explicado acima, o mel possui um índice glicêmico menor que do açúcar.
  2. O açúcar, quando passa pelo processo de refinamento (processo que o torna branco), perde totalmente os compostos benéficos para a saúde como aqueles encontrados no açúcar mascavo, por exemplo.
  3. Justamente por passar pelo processo de refinamento, o consumo do açúcar implica no consumo de calorias vazias, ou seja, aquelas calorias que não têm nenhum tipo de valor nutricional.
  4. O mel não passa por nenhum processo industrial ou de refinamento, portanto, suas qualidades nutricionais (vide acima) são preservadas.
  5. Apesar de ter valor calórico, essas calorias não são vazias, pois trazem muitos benefícios ao organismo.

Como Consumir o Mel

mel

Já sabemos que, consumido em excesso, o mel engorda. Portanto, para evitar o ganho de peso, procure não exceder a recomendação diária de 2 colheres de sopas de mel.

O ideal é associá-lo com frutas, cereais e dar preferência ao mel quando for adoçar sucos.

Lembre-se que, quando aquecido, o mel perde muitos de seus benefícios para a saúde, o que diminui e muito sua vantagem sobre o açúcar.

O mel também tem contraindicações: ele não deve ser consumido por crianças menores de um ano de idade, porque pode ter a bactéria causadora do botulismo. As crianças com essa idade ainda não tem um organismo completamente desenvolvido para isso. O mel também não deve ser consumido por diabéticos, pois seu consumo eleva rapidamente os níveis de glicemia no sangue.

Há pessoas que desenvolvem alergia pelo mel por causa dos grãos de pólen que são encontrados nele.  Quando o consomem, sentem um forte desconforto estomacal.

Mesmo com esses efeitos colaterais, o mel é um alimento com grande poder terapêutico e que deve fazer parte da dieta das pessoas que procuram um estilo de vida equilibrado. Se sua intenção é engordar, como analisamos nesse artigo, o mel engorda sim e pode realmente ser um grande aliado e ajuda-lo a conseguir fazer isso. Se sua intenção não é essa, então tome cuidado com a quantidade ingerida por dia.





Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (18 votes, average: 4,56 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *