Puxador Frontal Aberto

O puxador frontal é um exercício para costas e trapézio que está nos treinos dos mais iniciantes até os mais avançados

O puxador frontal aberto é outro excelente exercício para costas que todos os iniciantes fazem na academia, sendo que esse exercício é passado tanto para homens quanto para mulheres. Mas o mais interessante é que embora ele seja de fácil execução, é um exercício que ajuda em muito no ganho de massa muscular e, portanto, tende a ser praticado pelo resto da vida, enquanto se está treinando.

Execução do Puxador Frontal Aberto

Para executar corretamente o exercício puxador frontal aberto, basta seguir os 3 passos descritos abaixo:

  1. Pegue na barra com o dorso das mãos para cima, sendo que a pegada deve ter uma distância de mais ou menos 15cm além do ombro.
  2. Puxe a barra para baixo, até mais ou menos na parte superior do peito.
  3. Deixe a barra voltar lentamente para a posição inicial.

Puxador Frontal Aberto

Sobre o Puxador Frontal Aberto

Embora o puxador frontal aberto seja um exercício para costas e funciona intensamente no latíssimo do dorso, na parte externa, é um exercício que atinge o deltoide posterior, trapézio inferior e romboides.


Quanto mais aberto for a pegada na barra, maior a intensidade na parte mais externa das costas, próximo as axilas. Esse é um dos exercícios para costas de quem deseja aumentar a tão conhecida ‘asa’ e que é o que mais aparenta de quem tem as famosas ‘costas largas’.

A barra desse exercício é reto e no final de cada extremidade ela é angulada. Se você pegar nessa parte angulada, além de ser o limite de abertura que poderá pegar, isso aumentará a contração dos latíssimos.

Para aumentar a hipertrofia do exercício, quando a barra for subindo você deverá alongar os latíssimos e quando puxar a barra deverá contrai-lo, pois dessa maneira as fibras sofrerão mais intensamente o exercício e consequentemente o ganho de musculo será maior.

Fazer o exercício com o corpo totalmente vertical maximiza o ganho na parte externa dos latíssimos, enquanto inclinar o corpo um pouco para trás, maximiza o ganho na parte interna e inferior dos latíssimos.

Outra modificação desse exercício é puxar a barra atrás do pescoço, mas por ser uma trajetória um pouco desfavorável, pode ser que acabe lesionando o ombro e que seja bem ruim de fazer.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (4 votes, average: 4,50 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *