Remada Baixa – Exercício de Academia

Aprenda fazer corretamente o exercício remada baixa e aumentar o ganho de massa muscular nas costas

Um dos melhores exercícios para costas é a Remada Baixa, sendo que a posição para esse exercício de academia é sentado. Porém, assim como os diversos exercícios para costas, saber executar corretamente esse exercício e evitar os principais erros é fundamental para não causar uma lesão séria e que inclusive o fará parar de treinar até a recuperação completa.

Acontece que ao treinar os músculos da costas, vários músculos são ativados para na execução do movimento, e não saber como executa-los é o mesmo que pedir para ter uma lesão, pois além de fazer o movimento errado, você estará colocando peso ao treinar, agravando ainda mais a situação.

Exercício Remada Baixa

Abaixo segue os 3 passos para a execução desse exercício:

  1. Sente no chão ou no banco e segure os pegadores com os braços estendidos.
  2. Puxe os pegadores na direção do peito
  3. Estenda os braços novamente na posição inicial

Remada Baixa

Músculos que pegam a Remada Baixa

A Remada Baixa é um exercício que envolve o latíssimo do dorso e o trapézio, tanto na parte inferior quanto na superior. Envolve diversos outros músculos, mas os 2 principais são os citados acima. A maneira como se executa o exercício é o que faz toda a diferença em quais os músculos ele irá atuar mais intensamente.

Espaçamento das Mãos

Na Remada Baixa, a distância entre as mãos durante a execução do exercício influencia em qual parte do trapézio será mais intenso.

Executar a Remada Baixa com as mãos mais próximas irá focar a parte interna do trapézio, sendo que fazer a Remada Baixa com as mãos mais distantes irá trabalhar mais a parte externa do trapézio.

Pegada na Remada Baixa

A pegada no Exercício Remada Baixa influencia em quais músculos terá maior influencia. Por exemplo, a pegada pronada trabalha com o trapézio superior e médio, sendo que a pegada neutra trabalha com o trapézio médio e inferior. Já a pegada supinada trabalha com o latíssimo do dorso.

Remada Baixa Sentada

Outras informações sobre a Remada Baixa

A posição do corpo durante o exercício é muito importante para o exercício atue mais intensamente e que não cause lesões posteriores. Portanto, mantenha sua costas ereta e o torso vertical.

Se sua intenção é trabalhar mais o trapézio, puxe os pegadores na direção do peito. Mas se sua intenção é atuar mais inteso no latíssimo do dorso, faça uma trajetória mais baixa, na direção do abdome.

Os cotovelos serão projetados para trás na maior altura possível, comprimindo simultaneamente as escapulas, aumentando assim a contração muscular e o ganho de massa.

Os 3 principais erros cometidos

Remada baixa com barra

Abaixo você terá uma lista dos principais erros cometidos ao treinar a Remada baixa e que podem estar prejudicando seu rendimento na hipertrofia ou até mesmo dando chance de causar uma lesão no futuro.

  • Postura incorreta – coluna ereta é fundamental em qualquer exercício, mas por causa da quantidade excessiva de peso, muitas pessoas acabam com a postura errada.
  • Postura inclinada – embora seja permitido uma leve inclinação para trás na remada baixa, algumas pessoas fazem isso de maneira errada e acabam prejudicando o próprio exercício e até mesmo com perigo de causar lesões, pois o foco do exercício sai das costas e vai para outros músculos, como é o caso do ombro, musculo esse muito fácil de causar lesões sérias.
  • Execução errada – embora os bíceps tem uma importância enorme para a execução do exercício, muitas pessoas acabam colocando o enfoque no bíceps e não nas costas. Ao fazer esse exercício, garanta de puxar completamente a barra até encostar no peito e depois volte ao máximo alongando os músculos das costas. Embora você sentirá seus bíceps trabalhando, fazendo assim existirá uma intensidade maior sobre as costas.








Gostou desse artigo? Dê seu voto!

(14 votos, média: 4,07 de 5)

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente!
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *