Tudo Sobre o Tratamento da Obesidade Infantil


Diversos fatores da sociedade moderna resultaram em dados preocupantes para a população infantil. A obesidade infantil tornou-se um dos desafios a ser combatido no século XXI. Ela é caracterizada por crianças que estão com mais de 15% do peso acima do recomendado para a sua idade e altura.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atualmente uma a cada três crianças se enquadra nos indicadores da obesidade infantil. Esse quadro é preocupante e reflete uma alimentação desequilibrada e o aumento do sedentarismo.

Uma dieta com fast foods, congelados, refrigerantes, excesso de açúcar e alimentos industrializados reflete negativamente na saúde e no peso da criança. Ainda, a falta da prática de exercícios físicos é uma das principais causas do excesso de peso.

Descubra a seguir tudo sobre a doença e o principal: como preveni-la!

Como evitar a obesidade infantil?

A melhor forma de evitar a obesidade infantil é garantir um estilo de vida saudável. Antes de tudo, é necessário assegurar uma dieta rica em nutrientes. O consumo de legumes, frutas, gorduras boas e alimentos com baixo açúcar é essencial para o crescimento saudável da criança.

É aconselhável evitar passar muito tempo em frente à televisão ou no celular, priorizando a prática de exercícios físicos. Esse tipo de estilo de vida precisa ser implantando desde o início da vida da criança. A obesidade infantil cria hábitos ruins que podem facilmente causar a continuidade da obesidade na vida adulta.

É preciso lembrar que os hábitos de uma pessoa são moldados pelo exemplo da família e das pessoas que fazem parte da sua vida durante a infância. Portanto, você precisa ser o exemplo!

Obesidade infantil tem cura?

Sim! A obesidade infantil pode ser revertida com a combinação de uma alimentação saudável e a prática de atividades físicas. O processo precisa ser acompanhado por um médico pediatra e um nutricionista para que a saúde da criança seja assegurada.

Em relação a reeducação alimentar, é necessário realizar trocas saudáveis. Substitua refrigerantes por sucos naturais, farinha branca por farinha integral e chocolate ao leite por chocolate amargo. Essas pequenas mudanças são muito importantes para iniciar um estilo de vida mais saudável.

Deixe de lado frituras, industrializados, bolachas recheadas e outros alimentos com muito açúcar refinado. É também necessário evitar fast-foods e tudo o que contenha muito sódio. É importante lembrar também de manter o controle do volume das porções servidas de acordo com o tamanho da criança.

Toda essa mudança é um processo lento e trabalhoso, mas que traz inúmeros benefícios para a vida e o futuro do seu filho. Com uma alimentação baseada em alimentos saudáveis, você vai perceber que até o paladar da criança vai sendo modificado.

O benefício dos exercícios físicos

Aliados com a alimentação, os exercícios físicos são indispensáveis para um crescimento saudável. O avanço da tecnologia através da criação de smartphones, video-games e computadores, tem mudado a rotina das crianças. Entretanto, é necessário existir um equilíbrio entre o uso da tecnologia e uma vida ativa.

Além dos benefícios para a saúde física, a prática de atividades físicas é ótima para o psicológico. Aulas como artes marciais, esportes com bola, dança, natação, entre outros, estimulam a interação e a diminuição de fatores como a timidez e o medo de socializar.

Por que é importante evitar a obesidade infantil?

Muitas vezes quando se fala em obesidade, principalmente em crianças, as pessoas pensam apenas sobre o aspecto físico. Saiba, entretanto, que a obesidade infantil causa inúmeros malefícios a diversos pontos da saúde da criança.

Confira os principais problemas que a criança pode enfrentar graças à obesidade infantil:

  • Baixa autoestima;
  • Asma;
  • Problemas ortopédicos;
  • Acne;
  • Depressão;
  • Aumento do colesterol;
  • Disfunção dos órgãos;
  • Hipertensão;
  • Diabetes;
  • Trombose.

Como iniciar o tratamento?

Antes de tomar qualquer atitude em relação ao estilo de vida do seu filho, é essencial consultar um médico pediatra. É ele quem vai analisar o quadro da criança e ver qual é o melhor tipo de tratamento que deve ser seguido.

É o médico também quem irá verificar a necessidade de outros profissionais acompanharem o tratamento, de acordo com o caso. A saúde do seu filho precisa estar em primeiro lugar, entre nessa luta pela qualidade de vida!

Referências Bibliográficas

http://www.minhavida.com.br/saude/temas/obesidade-infantil

http://www.papabem.pt/content/de-que-consiste-o-tratamento-da-obesidade-infantil