Viroses de verão como prevenir

Diferentemente do que se pensa, nos meses quentes é pouco provável a incidência de gripes e resfriados. Isso porque, de acordo com os especialistas, o vírus influenza (da gripe) tende a circular somente em temperaturas mais baixas. 

Por outro lado, é preciso estar muito mais atento aos vírus do verão, que são aqueles que costumam estar mais ativos nas estações mais quentes. Por isso, nada melhor do que saber como prevenir viroses de verão.

Como já foi dito, a gripe é uma doença sazonal, que ocorre principalmente em regiões mais frias, como outono e inverno.

Você sabia que enquanto o verão está começando aqui, o inverno está se iniciando nos Estados Unidos? Então, o que eles fazem é ficar de olho nos vírus que estão circulando por aqui para poder desenvolver a vacina lá, visto que a cepa dominante no vírus é a mesma no mundo inteiro.


No entanto, ao passo que nos livramos da gripe no verão, temos que ficar atentos às viroses de verão, como o enterovirus, rinovírus, abenovirus e outros. Todos eles são comuns no calor.

Para cada um deles os sintomas variam bastante e podem ser tanto mais suaves como mais intensos, dependendo das defesas do organismo.

Por isso, é imprescindível estar atento e tomar os devidos cuidados para evitar a proliferação do mesmo, especialmente com as crianças, que são mais suscetíveis.

Vamos entender melhor sobre as viroses de verão e como prevenir que ocorram logo a seguir.

Sintomas

dengue

Virose é quando uma infecção por vírus leva a um quadro clínico, mas elas podem ser provocadas por diversos vírus diferentes.

Na teoria, a dengue, a gripe e até mesmo o HIV poderiam ser considerados como viroses, visto que são causados por vírus.

No entanto, na prática da medicina, o termo virose é empregado para se referir a problemas causados por vírus quando afetam o trato gastrointestinal e respiratório e que duram um determinado tempo.

Normalmente os sintomas são brandos, evoluem e depois começar a regredir para a cura, sem maiores complicações.

Então, claro que dependendo do vírus causador, é o sintoma que virose irá causar. No entanto, os sintomas mais comuns das viroses de verão são os seguintes:

  • Febre
  • Vômito
  • Diarreia
  • Inchaço dos gânglios
  • Congestão nasal
  • Conjuntivite
  • Espirros
  • Dor no corpo
  • Dores de cabeça
  • Irritação e/ou dor na garganta

As viroses tendem a apresentar sintomas que duram de 3 a 7 dias, sendo que o tratamento é especialmente para os sintomas e não para o problema em si. Alguns outros vírus, porém, podem causar sintomas mais específicos, veja:

  • Zika vírus: manchas avermelhadas na pele
  • Chikungunya e febre Mayaro: fortes dores articulares
  • Malária: leve rigidez na área da nuca e calafrios
  • Febre amarela: hemorragias e icterícia (pele amarelada)

Febre Diarreia

Normalmente os sintomas como febre e diarreia são os mais comuns das viroses de verão, juntamente com vômito, náusea e febre. Esses são sintomas gastrointestinais.

A diarreia e a febre são sempre fatores que merecem atenção e devem ser controlados. No caso da diarreia, é muito importante tomar bastante água, para ajudar a manter a hidratação corporal que é perdida do processo de evacuação.

A febre também deve ser controlada pois uma febre alta pode levar o paciente a entrar em choque.

Isso vale especialmente para crianças que ficam desidratadas muito rapidamente. Além disso, uma febre mais alta em bebês pode comprometer funções importantes do organismo.

De uma forma geral, as viroses não apresentam sintomas tão severos, nem que se mantenham por tanto tempo a ponto de causar um problema mais grave. No entanto, atenção é sempre muito importante.

Gripe no verão

Viroses de Verão

Como já foi dito, o vírus da gripe lida muito melhor com temperaturas mais baixas. No entanto, isso não quer dizer que ele não possa estar ativo também no verão.

O fato é que, assim como qualquer outro vírus, o da gripe se vale de uma queda na imunidade para entrar no corpo.

No caso de bebês, seu sistema imunológico ainda está em formação e desenvolvimento. Por isso é que eles são muito mais suscetíveis á viroses de verão e gripes.

 Gripe de verão apresenta os mesmos sintomas que a do inverno, tais como dor de garganta, fadiga, dores musculares, tosse, febre, espirros e outros.

O tratamento também é o mesmo, usando medicamentos de suporte para os sintomas e cuidando a saúde e a hidratação.

Como evitar contagio?

Existem muitos cuidados que podem ser tomados para ajudar a prevenir viroses de verão. Um deles, é manter-se distante de pessoas doentes, visto que apenas uma pode contaminar todos que estão no ambiente por um episódio de tosse vomito e etc.

Isso porque os vírus estão nesses fluidos corporais e podem contaminar uma superfície e até mesmo se espalhar pelo ar.

Evitar o compartilhamento de copos, talheres e outros itens pessoais com pessoas que estejam doentes também é essencial.

Estar devidamente vacinado é outra boa forma de manter determinados vírus afastados, como é o caso da tríplice viral, da caxumba e da rubéola, por exemplo.

Vale lembrar que a maioria das vacinas são distribuídas gratuitamente pelo SUS, embora a vacina para determinados vírus só seja oferecida em clínicas particulares.

Mantenha suas mãos limpas

Crianças geralmente pegam viroses durante o verão

O maior e melhor meio de se manter livre de contaminações é manter a higiene, especialmente das mãos.

Então, sempre que espirrar, tossir ou for ao banheiro, lave bem as mãos. Dessa forma, o risco de ter o vírus nas suas mãos é muito menor.

Para quem não sabe, as mãos são a forma mais fácil de entrar em contatos com vírus que estão espalhados pelo ar e também em superfícies como balcões de atendimento, mesas, telefones, cadeiras e etc.

Quando o assunto são as crianças, então, nem se fala. Isso porque elas são muito mais suscetíveis e, um vírus que não faria mal nenhum a um adulto, pode acabar sendo fatal para elas.

Por isso é que todo o cuidado é pouco quando estamos falando da saúde e segurança das crianças. Além disso, para elas é muito mais fácil entrar em contato com esses vírus, visto que não se mantem de pé e estão sempre em contato com algo.

Use capas protetoras em carrinhos de Bebes (Wallababie)

As capas protetoras são a melhor alternativa para quem quer prevenir viroses de verão nos bebês. Só quem tem um bebê sabe como pode ser doloroso ver um serzinho tão pequeno sofrendo com dores, febre, vômitos e diarreia.

As capas protetoras como a Wallababie são excelentes nesses casos pois ajudam a manter a criança longe dos vírus que podem estar no ar. Também ajuda criar uma barreira de proteção para que ela não entre em contato com superfícies contaminadas, como assentos, cadeirinhas de bebê no supermercado e outros.

Mais do que isso, em épocas de contaminação, ela ajuda a evitar que o bebê tenha contato com adultos ou outras crianças contaminadas.

A verdade é que em épocas de viroses de verão, todo o cuidado é pouco para manter os pequenos longe desses perigos.

Então, agora você já sabe mais sobre as viroses de verão como prevenir, os sintomas que podem causar e conhece o Wallababie e como ele pode ser útil. Aproveite essas dicas e previna-se!